Do vermelho ao azul

12 jan Do vermelho ao azul

Caso você tenha entrado o ano no vermelho não se desespere, mas nada de se acomodar. Como muitas previsões garantem que a crise vivida pela maioria dos setores se estenderá até 2019, ao invés de pessimismo, precisamos de força e motivação para atravessarmos o “deserto financeiro”. E a fórmula para isso é simples: gastar menos ainda e trabalhar com + criatividade.

Isso mesmo, desenvolver novas habilidades para economizar em casa e na empresa não é utopia é inteligência e necessidade.

Para aqueles que carregam dívidas do passado, temos sugestões de quem já ultrapassou um período vermelho e hoje vive a tranquilidade das finanças no azul, inspire-se:

Quem está no azul e quer continuar assim também deve ter cautela e se preparar para um momento mais árido. Algumas sugestões podem ajudar:

Sempre que alguém comenta “é fácil escrever, difícil é fazer”, costumo responder citando exemplos. Todas as sugestões acima foram vivenciadas por pessoas “normais”. Pessoas que decidiram ampliar suas habilidades para enfrentar os tempos de economia mutável e instável.

Alguns seguem fazendo o que sempre fizeram, mesmo dando errado e os mais corajosos constroem mudanças e aprendem lições.

Ampliam seus talentos como um operário que fez cursos de confeiteiro para confeccionar os bolos e doces das festas dos filhos ou a analista que fez curso de cabelereiro para ajudar os familiares a economizarem. Ou ainda, aqueles que fazem cursos gratuitos e se qualificam, ao invés, de usarem desculpas de que não podem evoluir por falta de dinheiro. Poderia citar muitos exemplos, mas a criatividade é infinita e você, certamente, já deve ter feito algo parecido. Mas como diz o ditado “nada está tão bom que não possa melhorar”, portanto, vamos nos aliar às mudanças e ao otimismo fazendo nossa lição de casa e tornando o ano de fortalecimento financeiro, profissional e emocional.

Márcia Tolotti / Facebook

Consultora GC5, coordenadora de programas de educação financeira in company, psicanalista, psicóloga, coaching psicofinanceira e escritora de obras como As armadilhas do consumo, O desafio da independência e Empreendedorismo.

Nenhum comentário.

Adicione um comentário